O blog GTC MOSSORÓ procura por correspondentes em outras cidades para colaborar com nossas postagens diárias. Envie-nos fotos; relate o FATO; ENTRE EM CONTATO. Desde já,agradecemos a colaboração! VENHA FAZER PARTE DESTA EQUIPE! Interessados enviar e-mails para gtcmossoro@gmail.com,gtcmossoro@hotmail.com, SKYPE - gtcmossoro

Pesquisar este blog

UTILIDADES PÚBLICAS

domingo, 27 de fevereiro de 2011

VELÓRIO, ENTERRO COBERTO DE EMOÇÕES E TRISTEZAS E MUITO MISTÉRIO NO "SUICÍDIO" DO CABO FABIO

No velório do Cb Fábio, conversei com alguns amigos do mesmo os quais desconfiam de que ele não teria se suicidado, cobram apuração acirrada do caso.
Cabo Fernando
Em clima de muita tensão, mais de 1000 policiais militares acompanharam o velório
e o sepultamento do cabo do Rotam, morto anteontem
O cabo Fabio foi enterrado sem honras militares, pois segundo alguns oficiais não morreu em serviço. Mais de 1000 policiais, parentes e amigos compareceram ao velório e ao sepultamento. Dezenas de carros do Rotam, com sirenes ligadas, seguiram o cortejo. Testemunhas reafirmou que o cabo vinha sendo ameaçado de morte por telefone, antes de ser preso, na quarta-feira. Segundo ele, o próprio policial alertou o Comando de Policiamento da Capital (CPC) e a denúncia foi repassada à Corregedoria da PM para ser apurada.
Esse é um trecho de um determinado jornal no dia do fato, onde o governo do estado determina a apuração dos fatos e prisão antecipada dos militares supostamente envolvidos.  
" A população do aglomerado se revoltou, queimou ônibus, entrou em confronto com a PM e levou o governo do estado a investigar o caso, apurar as contradições e determinar a prisão dos quatro integrantes da guarnição comandada pelo cabo Fábio de Oliveira."
Editorial do Blog do Cabo Fernando: Fiz questão de grifar um trecho da matéria acima para poder comentá-la. Não quero aqui colocar panos quentes nos militares caso algum deles tenha culpa no episódio do aglomerado, mas quero questionar a decisão do governo do estado e as palavras ditas neste trecho. Ele fala em determinar a aprisão dos quatros integrantes da guarnição comandada pelo Cabo Fábio (tinha um oficial no cmdo da operação, que inclusive deu uma entrevista a imprensa no dia, cadê esse oficial, porque ele também não foi preso?), porque o governo não disse a imprensa que pediria a apuração e punição das pessoas que incendiaram o ônibus? ele não disse porque aquela ação foi comandada e iniciada por traficantes do aglomerado e o governo tem medo. Quero saber também se o excelentissimo governador do estado na sua sabiência, irá pedir a prisão do irresponsável secretário de defesa social Lafayette Andrada que no dia dos fatos deu declaração a imprensa chamando premeditadamente os militares "suspeitos" das mortes no aglomerado de "BANDIDOS", quero saber se esse mesmo governador irá pedir a prisão dos responsaveis do trancafiamento em cela fria e incomunicabilidade do cabo Fabio, que em sua pasta funcional em seus 20 anos de PM, tinha apenas duas transgressões mas dezenas de nota meritórias, não tem como um militar desse ser chamado de bandido e estar trancafiado em uma cela. Quero saber se o governador do estado irá manter no cargo um Cmt Geral que mais parece um fantoche, que sequer deu uma entrevista sobre o caso e que teria a obrigação de defender a corporação, que sequer apareceu no velório e enterro do militar morto. Para finalizar quero saber se o governador mandará apurar a identidade das pessoas que testemunharam contra os militares, pois a maioria delas usavam toucas ninjas e o rosto cobertos, quem poderá nos garantir que não eram traficantes.
  
Fonte: Cabo Fernando

Um comentário:

Elisberto Silva disse...

Lamentável!!! Que DEUS o Abençoê.